Solicite uma Demonstração

Fechar

Blog Kronoos

    Seu browser não suporta essa animação e precisa ser atualizado.
    6 formas de estudar compliance e se manter atualizado

    6 formas de estudar compliance e se manter atualizado

    Segundo um levantamento da Análise, mais de 80%  das maiores empresas do país têm um departamento de compliance interno. O mercado está repleto de boas oportunidades de crescimento profissional, mas, para se destacar é importante investir em constante atualização. Estudar compliance é uma tarefa para a vida toda de quem deseja se aprofundar no assunto.

    A área de compliance agrupa uma série de temas, que vão desde questões financeiras, proteção de dados pessoais, prevenção de fraudes, processos de controle, questões regulatórias, até o cumprimento da agenda ESG. Por isso, há muito que estudar e é importante conhecer as tendências do mercado para selecionar o que é mais importante.

    Para ajudar quem quer algumas ideias de como se aperfeiçoar estudando compliance, separei algumas opções para atualização profissional. Confira!

    O que faz um profissional de compliance?

    Uma das formas de descobrir o que pode estar faltando em sua formação é pensar em todas as atividades exercidas por um profissional da área. Veja os principais exemplos a seguir:

    • mapeamento da legislação aplicável à atividade da empresa, com a criação dos controles, procedimentos e práticas necessários para conformidade;
    • elaborar normas internas, código de ética e conduta, regulamentos e outras políticas internas;
    • oferecer treinamentos e atualização sobre compliance aos demais membros da empresa;
    • promover a comunicação dos valores da empresa, conscientizando sobre as condutas esperadas em cada situação;
    • criar e gerir os canais de denúncias de uma organização;
    • apurar irregularidades, instaurar e conduzir procedimentos de investigação interna;
    • atuar como consultoria para os demais setores da empresa, para garantir o cumprimento das leis e normas em todos os atos empresariais;
    • orientar os investimentos e políticas de segurança da informação, garantindo a conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD);
    • realização de auditorias internas para mitigação de riscos, prevenção de fraudes e correção de inconformidades.

    Tendo em mente esses aspectos da rotina de um profissional de compliance, fica mais fácil pensar em opções de estudos, certo? Veja a seguir algumas alternativas para se manter atualizado!

    1. Acompanhar os principais portais sobre compliance

    Para quem gosta de ler sobre compliance, uma boa ideia é acompanhar os principais portais sobre o assunto. Em primeiro lugar, indico o Blog da Kronoos, onde você consegue ler gratuitamente os conteúdos que produzo sobre o tema. Além dele, também destaco:

    Mais importante que a quantidade de leituras sobre o assunto é a qualidade. Por isso, dedique sua atenção às boas fontes para se atualizar sobre compliance.

    2. Vídeos sobre compliance

    Se você prefere se informar com conteúdo em vídeo, há uma boa quantidade de conteúdo de qualidade disponível. Vou deixar algumas opções interessantes:

    3. Podcasts sobre compliance

    Outro formato de conteúdo cada vez mais popular para quem gosta de ouvir algo enquanto faz atividade física, lava a louça ou dirige é o podcast. Separei opções que tratam de temas relacionados ao compliance para você conhecer:

    4. Cursos gratuitos sobre compliance

    Se você deseja conhecer mais detalhes sobre compliance, mas ainda não quer se comprometer financeiramente, há alguns cursos gratuitos de boa qualidade. Normalmente são formações introdutórias, mas pode ser uma base interessante para quem não saiba por onde começar:

    5. Certificações para profissionais de compliance

    Se você quer se aprofundar ainda mais e enriquecer seu currículo, considere buscar certificações específicas de compliance. Atualmente, esse tipo de processo de profissionalização é muito valorizado pelas empresas, muitas vezes até mais do que uma pós-graduação ou MBA.

    Para ser um profissional com certificado, será necessário empenho e estudo. Normalmente, os candidatos à certificação fazem um curso preparatório e depois a prova. Se for querer se aventurar, se prepare para estudar bastante. Os profissionais certificados relatam que o esforço vale a pena, pois as certificações criam oportunidades de trabalho e crescimento profissional.

    Quando falamos em normas de gestão, as certificações da tradicional organização de padronização, a International Organization for Standardization (ISO) são as mais populares. As que mais têm afinidade com os profissionais de compliance são as seguintes:

    • Gestor de Compliance Antissuborno ISO 37001
    • Gestor de Riscos ISO 31000
    • Gestor de Segurança da Informação ISO 27002

    Além da ISO, outras entidades que oferecem certificados para profissionais:

    6. Pós-graduação e MBA em compliance ainda valem a pena?

    Deixei a especialização em nível superior por último na lista de propósito. Em geral, a pós-graduação ou o MBA são a primeira ideia que surge na mente de quem deseja continuar estudando depois da faculdade. Será que é realmente interessante?

    Pesquisando as formações disponíveis no mercado, percebi que normalmente o compliance é oferecido em conjunto com algum outro tema. Compliance e Gestão de Riscos, Compliance e Normas Antissuborno etc. Isso acontece porque compliance é um tema que pode ser ramificado para diversas vertentes, desde o criminal até o trabalhista. 

    Vale pensar se um profissional de compliance que trabalha em departamento jurídico ou em escritório de advocacia vai colher benefícios de fazer uma formação voltada para um único aspecto do compliance. Talvez seja melhor fazer vários cursos mais específicos, buscar certificações internacionais e investir em outras formações. O mercado tem mudado bastante, então é bom pensar se um curso de dois anos conseguirá acompanhar essas mudanças.

    Digo isso não necessariamente porque a pós-graduação é ruim. Mas, são cursos caros, que tomam bastante tempo. É importante conhecer bem a instituição de ensino, o conteúdo programático e a experiência de quem passou pelos programas antes de se matricular.

    Estudar compliance é parte da realidade de profissionais da área, pois novas normas e regulamentações surgem o tempo todo. O importante é acompanhar conteúdo de qualidade, sem deixar de lado as novidades do mercado e do cenário mundial. Se quiser conhecer mais sobre esses assuntos, continue acompanhando meus artigos, deixe um comentário ou entre em contato!